Cientistas descobrem como reduzir 50% das calorias do arroz

Cientistas descobrem como reduzir 50% das calorias do arroz

O arroz, um dos alimentos mais populares do mundo, agora pode se tornar ainda mais queridinho do que já é. Cientistas descobriram uma forma de preparo que reduz suas calorias pela metade. As informações são do site do jornal britânico The Independent.

Por ser um alimento maleável – combina com diversos tipos de ingredientes – e, por ser relativamente barato, seu consumo é grande em várias partes do planeta. Mas assim como outros alimentos ricos em amido, o arroz branco não é tão bom para a saúde.

Seu consumo tem sido associado a um maior risco de diabetes, além de ser bastante calórico – uma xícara tem 200 calorias, sendo que a maioria delas vem em forma de amido, que se transforma em açúcar e, na maioria das vezes, em gordura.

Agora, um estudante do Colégio de Ciências Químicas no Sri Lanka e seu mentor descobriram que uma nova forma de cozinhar o arroz pode reduzir suas calorias em até 50% e ainda oferecer outros benefícios à saúde.

O método é composto de passos simples. “O que fizemos é cozinhar o arroz da forma normal, mas, quando a água está fervendo, antes de adicioná-la ao arroz cru, acrescentamos óleo de coco – cerca de 3% do peso do arroz que você está cozinhando”, explica Sudhair James.

Como funciona? 
É preciso entender um pouco de química. Nem todo amido é igual. Os chamados ‘digestíveis’ são facilmente digeridos e, rapidamente, viram glicose e depois glicogênio. O excesso de glicogênio aumenta nossas entranhas, se não gastarmos energia suficiente para queimá-lo.

Outros tipos de amido, no entanto, os chamados ‘resistentes’, levam um longo tempo para serem processados, não são convertidos em glicose ou glicogênio porque não temos a capacidade de digeri-los, além do fato de serem menos calóricos. “Se você conseguir reduzir o amido digestível em algo como arroz cozido no vapor, pode diminuir as calorias", disse Pushparajah Thavarajah, professor que supervisiona o estudo.

Entendendo isso, eles testaram diferentes receitas em 38 tipos de arroz e concluíram que adicionar lipídio (óleo de coco, no caso, que é largamente utilizado no Sri Lanka), eles conseguem melhorar a composição do alimento. “O óleo interage com o amido do arroz e muda sua estrutura”, disse James. “O resultado é uma porção mais saudável”, complementa.

Fonte: http://saude.terra.com.br/